Sin categoría

Libertação
Libertação 853 412 delyramus

Já pode ver o documentário Libertação que foi feito na Guarda com os utentes da ADM Estrela no workshop ministrado por Tiago Sami Pereira no âmbito do projeto Delyramus II

https://www.youtube.com/watch?v=lxBaYEvFwt4

Fundação Psico Ballet Maite León
Fundação Psico Ballet Maite León 1024 724 delyramus

A Fundação Psico Ballet Maite León participa no projeto Delyramus através da organização de uma oficina comunitária de artes cénicas. A Fundação dedica-se desde 1980 à integração social e laboral de pessoas com deficiência no campo artístico, tem a sua própria Escola de Arte Inclusiva em Madrid e mantém quatro companhias de teatro e dança contemporânea.

Por meio desta oficina as pessoas em risco de exclusão social trabalham para melhorar a autoestima, a percepção de si mesmo, o trabalho em equipa e a motivação. Além disso o projeto inclui a promoção do emprego de pessoas em risco de exclusão social, com a participação de um professor com deficiência.

O workshop decorrerá de setembro a dezembro de 2022 e em janeiro de 2023 terão lugar os ensaios finais, terminando com uma exposição aberta ao público num palco em Madrid.

Conforme afirma a Fundação, “As artes performativas são uma ferramenta magnífica de transformação social tanto para a sociedade, que transforma a sua visão dos grupos em risco de exclusão social, como para os próprios participantes, que mudam a sua atitude, a sua forma de trabalhar e de cooperar, melhorando a autoestima e a percepção de si mesmos”.

A neuro-musicoterapeuta Hannah Slater organiza o workshop comunitário de intercâmbio criativo “Between Composers” (Entre Compositores)
A neuro-musicoterapeuta Hannah Slater organiza o workshop comunitário de intercâmbio criativo “Between Composers” (Entre Compositores) 1024 683 delyramus

A neuro-musicoterapeuta Hannah Slater organiza a oficina comunitária de intercâmbio criativo “Between Composers” no âmbito do projeto Delyramus. Hannah Slater estudou piano e musicoterapia no Berklee College of Music (Boston, EUA) onde recebeu vários prémios pelo seu trabalho ao serviço da comunidade e foi finalista num concurso de composição clássica. Mais tarde começou a trabalhar na inovadora clínica Neurologic Music Therapy Services no Arizona onde colabora com a Music for Autism desde 2015. A sua participação na oficina acompanhará pessoas com deficiência para compor diferentes formas de música com a colaboração de músicos profissionais. Desta forma tornam-se presentes e visíveis tanto o potencial criativo e artístico das pessoas com deficiência funcional como as suas contribuições de valor para a evolução da cultura. Além disso os cuidadores, familiares e amigos serão convidados a participar em oficinas sobre o uso terapêutico da música para aumentar a independência e a qualidade de vida dos seus entes queridos. A partir de Setembro Hannah Slater reunirá participantes e músicos/compositores profissionais uma vez por semana para desenvolver uma peça de música digital com poesia, uma paisagem sonora, e uma peça musical de improvisação. Estas obras serão apresentadas num concerto final aberto ao público. Por meio de suas experiências os participantes receberão incentivos positivos para a autoestima, o sentido de identidade e de relacionamento interpessoal. Ao mesmo tempo a sua capacidade criativa e as suas vozes ganha visibilidade e chegam junto da comunidade.

Javier Martínez apresenta seu romance sobre o luthier Mateo Arratia no Museu Teruel
Javier Martínez apresenta seu romance sobre o luthier Mateo Arratia no Museu Teruel 791 1024 delyramus

Diario de Teruel, CULTURA

“Violeiros constroem alegria, porque o instrumento musical é seu melhor veículo”

Hoje, quinta-feira, Javier Martinez se apresentará no salão de montagem do Museu Teruel a partir das 19h, onde Mateo Arratia se apresentará. O violeiro que confessou às árvores (Sibirana Ediciones). É um romance histórico que aborda a figura de um personagem emocionante que clamava por ser ficcionalizado, um dos mais importantes fabricantes de instrumentos da Espanha do século XVI e cuja vida dissipada o levou a ser julgado pela Santa Inquisição. Um livro, aliás, onde a música antiga e a história da viola é protagonista, desde o mais profundo conhecimento científico.

Você pode ler a história completa aqui

Documentários luthiers Zaragoza nos séculos XV e XVI
Documentários luthiers Zaragoza nos séculos XV e XVI 1024 576 delyramus

Curto Documentário sobre a importância cultural e artística da arte de Lutero em Saragoça ao longo do Renascimento. Visitamos alguns dos locais da cidade ligados à construção de instrumentos musicais nos séculos XV e XVI. Junte-se a nós nesta emocionante jornada!

Património Cultural e Inclusão Social. Enquadramento Pedagógico e Guia para a Autoavaliação das Estratégias de Ensino
Património Cultural e Inclusão Social. Enquadramento Pedagógico e Guia para a Autoavaliação das Estratégias de Ensino 600 600 delyramus

Os professores da URJC que elaboraram e editaram o Quadro Pedagógico anunciam que este documento, intitulado “Património Cultural e Inclusão Social. Enquadramento Pedagógico e Guia para a Autoavaliação das Estratégias de Ensino” já está em publicação. O framework, que desenvolve metodologias e abordagens pedagógicas de aprendizagem e ensino para alunos adultos com e sem deficiência, será publicado em formato de livro aberto pela prestigiada editora Octaedro. O texto provisório já está disponível na página do projeto Delyramus. Contém, entre outros, capítulos sobre inclusão social e laboral, herança cultural como forma de promover a empregabilidade de pessoas com deficiência, o paradigma do Desenho Universal aplicado à formação e estratégias para melhorar o processo de ensino-aprendizagem.

 

Na foto: José Luis López Bastías da equipe editorial.

QUADRO PEDAGÓGICO DELYRAMUS II
QUADRO PEDAGÓGICO DELYRAMUS II 150 150 delyramus

Agora você pode consultar o Marco Pedagógico realizado pela Universidade Rey Juan Carlos

PATRIMÓNIO CULTURAL E INCLUSÃO SOCIAL. QUADRO PEDAGÓGICO E GUIA PARA AUTO-AVALIAÇÃO DE
ESTRATÉGIAS DE ENSINO

Marco pedagógico Delyramus II

A Escola de Violeiros de Saragoça completa sete anos a ministrar formação na arte de violaria.
A Escola de Violeiros de Saragoça completa sete anos a ministrar formação na arte de violaria. 1024 854 delyramus

 

Finalista no último Prémio Nacional de Artesanato, esta terça-feira protagoniza uma conferência-concerto na sala Galve do Auditório de Saragoça.

 

Javier Martínez (Guadalaviar, Teruel, 1959), renomado fabricante de instrumentos e diretor da Escola de Violería de Zaragoza. A Escola iniciou o seu sétimo ano totalmente recuperada da pandemia (mantendo as medidas lógicas de prevenção) e recebendo elogios a nível nacional e internacional. Se em 2020 o legado da viola aragonesa foi declarado Bem de Interesse Cultural, há alguns meses recebeu o I Prémio Sociedade Filarmónica de Saragoça e foi finalista do Prémio Nacional de Artesanato. Também foi incluído num Interesse Cultural, por proposta de um projeto promovido pela Câmara Municipal de Florença. Esta terça-feira protagoniza uma conferência de concertos na sala Luis Galve do Auditório de Saragoça (19h30), no âmbito do programa da Sociedade Filarmónica.

O violeiro de Saragoça, Miguel Bonal, interpretará várias peças musicais, e Javier Martínez, autor de estudos como ‘Arte de violaría en la Zaragoza del Renacimiento‘, falará sobre os fabricantes de instrumentos na capital aragonesa, tema que tem vindo a pesquisar desde há décadas, mas que ainda não chegou ao conhecimento de muitos fãs de Música. Daí o convite da Sociedade Filarmônica para explicar os seus estudos e descobertas.

Fonte: Heraldo de Aragón, 22.02.2022

 

Erasmus Day Napoli
Erasmus Day Napoli 724 1024 delyramus

No passado dia 15 de outubro realizámos um evento do dia Erasmus intitulado “Programa Erasmus + uma oportunidade para todos” no espaço de trabalho da Fondazione di Comunità del Centro Storico di Napoli para apresentar o Programa Erasmus + e também o projeto Delyramus et Laboramus. O evento durou 2 horas e discutimos o projeto Delyramus e seus Produtos Intelectuais esperados e também os novos objetivos do projeto que desejamos alcançar. Convidámos a associação local que trabalhou no projeto anterior com pessoas com deficiência para envolvê-los na implementação da ideia Delyramus et Laboramus.

A ESCOLA DE VIOLEIROS NA FEIRA DE JACA
A ESCOLA DE VIOLEIROS NA FEIRA DE JACA 1024 768 delyramus

A Escola de Violeiros de Saragoça tem participado como expositor na Feira de Luthiers de Jaca, no âmbito do Festival Folclórico dos Pirenéus, evento promovido e coordenado por Luis Salesa. Esta atividade teve como objetivo dar a conhecer a evolução dos instrumentos musicais e das iniciativas e pessoas que trabalham no restauro de instrumentos e recuperação da arte. Outros luthiers aragoneses também participaram, assim como alguns do País Basco, Catalunha e Castela-la-Mancha.

Em representação da Escola de Violeiros compareceram duas de suas alunas, Rebeca Martínez e Belén Gonzalvo. Alguns instrumentos concluídos foram exibidos, como violas de arco, violas de mão, harpas e alaúdes, bem como instrumentos em processo de construção. Realizaram-se também workshops onde foram apresentados alguns dos processos construtivos, convidando os visitantes a manusearem algumas das ferramentas da profissão, como goivas, escovas, serras e facas.

A iniciativa faz parte do Festival dos Pirenéus e contribui para a divulgação da importância cultural de uma arte ainda muito desconhecida da sociedade e pouco contemplada na cadeia produtiva musical. O público apreciou a oportunidade de conhecer um universo onde madeiras, resinas, vernizes, essências, dão origem a criações que nos ajudam a aproximar-nos da beleza global, demonstrando que os materiais naturais, juntamente com processos ancestrais e fórmulas de oficinas são actuais e projectam-se no futuro como uma alternativa.

A Escola da Violeiros é entidade parceira do projeto Erasmus+ “Delyramus”, e continuará a participar neste e noutros projetos de divulgação como um dos pilares do seu compromisso com a função social da cultura.